A HMS atua nacionalmente nas áreas de Medicina e Segurança do Trabalho, com foco no mercado empresarial, possuindo grande capilaridade de serviços e alta qualificação profissional - Porto Alegre - Brasil

Intranet hms, medicina do trabalho, segurança do trabalho, segurança empresarial, empresa, curso, treinamento, qualificação, implantação, gestão, programas, porto alegre, região metropolitana, rio grande do sul, brasil

Gestão de Medicina e Segurança do Trabalho no Varejo

Gestão de Medicina e Segurança do Trabalho no Varejo

Gestão de Medicina e Segurança do Trabalho no Varejo

As redes varejistas possuem características que tornam a gestão das áreas de medicina e segurança do trabalho um desafio diário: pulverização de lojas, baixos riscos de acidentes e foco dos gestores em vendas são alguns dos exemplos.
A pulverização dos PDV's impõe desafios diversos, seja por aspectos legais (legislações estaduais ou municipais), culturais ou mesmo pelo rigor e frequência das fiscalizações.
O baixo risco de acidentes secundariza a preocupação com segurança do trabalho. Em verdade verificamos muitas vezes a inexistência da aplicação de quaisquer dos requisitos básicos como, por exemplo, a formação de CIPA.
Ressaltamos aqui que, muito embora os riscos sejam baixos, eles estão presentes.
O conflito de interesses surge quando o gestor do PDV não está disposto a ceder seus colaboradores por parte do horário de trabalho para a realização de exames periódicos ou treinamentos. Trata-se de desinformação sobre os riscos que este gestor está assumindo para si, para seus colaboradores e para o empregador.
Desta forma entendemos que a gestão de medicina e segurança do trabalho deve ser capaz de sistematizar, entre outros itens, os abaixo citados:
1. Ampla rede de atendimento, de forma a evitar grandes deslocamentos: Paradoxalmente, a solução desta questão encontra suas maiores dificuldades nos extremos. Cidades muito grandes, como São Paulo, devem prover uma rede que atenda, no mínimo, suas Zonas (Leste, Oeste, Norte e Sul), além do Centro. Já em municípios interioranos, de médio e pequeno porte, há restrição na disponibilidade de médicos do trabalho;
2. Padronização de documentos e procedimentos: Existem muitos agentes atuando no processo. A padronização evita que as diferenças regionais, ou culturais, interfiram na gestão de RH da Rede Varejista, levando a práticas diversas;
3. Controle: O gestor da área deve estar permanentemente munido das informações necessárias ao acompanhamento dos processos – datas de vencimento dos exames periódicos, renovação de PPRA e PCMSO, treinamentos, etc. Um sistema de informática adequado é indispensável;
4. Planejamento e Controle de Custos: o gestor deve planejar e agendar os processos anuais visando interferir o mínimo na operação da loja. Entretanto geralmente o sistema idealizado possui custo inviável. Encontrar soluções que consigam equilibrar esta balança é o ponto chave para que se logre o sucesso pretendido.
5. Comunicação: É necessário fazer com que os Gerentes de Lojas compreendam a importância dos processos. Exames periódicos e treinamentos (quando aplicáveis) são fundamentais para o resguardo de todos os envolvidos (Empresa – Gestores – Colaboradores - Clientes).
O desafio do administrador da área é implantar um sistema robusto, enxuto, de boa qualidade e custo adequado. Somente assim se estabelece uma relação de parceria e ganhos mútuos entre os agentes envolvidos.
Pedro Heemann Mota - CRARS 048569
Diretor
HMS Medicina e Segurança do Trabalho

Últimas do Blog

Cursos de Segurança do Trabalho no Varejo

Cursos de Segurança do Trabalho no Varejo

Gestão de Medicina e Segurança do Trabalho no Varejo

EAD em Segurança do Trabalho – Alternativa Eficaz

Últimas Notícias

28 de Abril - Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho

28 de Abril - Dia Mundial da Saúde e Segurança no Trabalho

Governo regulamenta a realização de exames toxicológicos em motoristas profissionais

Acidentes com máquinas causam 12 amputações por dia e 601 mortes por ano

Preencha o formulário para entrar em contato com nossas áreas técnicas. Se preferir, contate-nos através do telefone (51) 3062-7937.
Horário de atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h30.